segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

No Cabeleireiro...

Um Alentejano vai passar uns dias a casa de um familiar que vivia em Lisboa. No dia seguinte resolveu fazer a barba e entra num salão de cabeleireiro. Já no interior repara que o único funcionário livre era uma senhora, que o convida a sentar-se. Cabelo e barba?- perguntou a cabeleireira. Não é só barba;- respondeu o Alentejano. -Mas quero que me corte a barba à moda da minha terra. --Pode ter a certeza, que vai ficar  satisfeito; respondeu a funcionária. 
Depois da barba feita o Alentejano levanta-se, agradece e dirige-se para a porta de saída. - Cavalheiro; desculpe mas o senhor ainda não pagou-: disse a funcionária! 
--Perdão, mas a senhora disse que me cortava a barba à moda da minha terra.
--Afinal, diga-me como é um corte de barba à moda da sua terra?
--Na minha terra, quem me corta o cabelo é a minha mulher e eu costumo pagar-lhe com uma f...
 A senhora também quer uma?

1 comentário:

Daniel Antunes disse...

Os alentejanos são uns velhacos. E eu que sou de lá.

About

.