domingo, 16 de janeiro de 2011

Sem Comentários





(Não há machado que corte
a raíz ao pensamento) [bis]
(não há morte para o vento
não há morte) [bis]

Se ao morrer o coração
morresse a luz que lhe é querida
sem razão seria a vida
sem razão

Nada apaga a luz que vive
num amor num pensamento
porque é livre como o vento
porque é livre!

6 comentários:

carol disse...

Bela sabedoria popular....
Só não gosto das moralidades...

M. disse...

Não serei eu a faze-lo;)

Isa GT disse...

Não corta o pensamento... mas é preciso cuidado, senão.. lá vai um dedito ;)

Bjos

Teófilo Silva disse...

Carol.
Mas temos outra alternativa?

Teófilo Silva disse...

M.
Acho muito bem.

Teófilo Silva disse...

Isa.
Lagarto, lagarto, espero que não.
Bjos

About

.